quinta-feira, 13 de janeiro de 2011

Panis et circenses



Até o momento são 381 mortos na tragédia que assolou a Região Serrana do Rio de Janeiro. Dentre os mortos, além dos moradores da região, estão bombeiros que foram soterrados em um regaste no município de Nova Friburgo.
Mas o que fatos trágicos como este têm a ver com futebol? Eu respondo sem pestanejar: tudo.
Na tarde de ontem, ao mesmo tempo em que a chuva caía (recuso-me a utilizar o termo castigava) na Região Serrana Fluminense, na Gávea, zona sul do Rio, Ronaldinho Gaucho era apresentado como reforço do Flamengo.
Eu posso até estar redondamente enganado, mas penso que aquelas milhares pessoas sequer se lembraram da tragédia que milhares de pessoas enfrentavam em Petrópolis, Nova Friburgo e principalmente Teresópolis. Mas antes de analisarmos os torcedores, vamos analisar quem organizou a festa: o Clube de Regatas do Flamengo.
Não seria nenhuma loucura, muito menos desorganização desmarcar aquela festa de ontem e transferi-la para uma data mais oportuna. Por que não sábado ou domingo?

Não sou contrário à festa, à alegria, porém faltou muita sensibilidade ao organizador do circo armado na Gávea ontem. Sei que o evento já estava marcado e aguardado com muita expectativa, e, além disso, os compromissos profissionais do clube estão com prazos apertados. Porém, a festa seria muito mais bela se o clube abdicasse desta data ou a postergada para outra data, digamos assim, mais oportuna. Até em sinal de respeito aos flamenguistas mortos nas cidades atingidas pela chuva.

Mas e a torcida flamenguista, entenderia o adiamento? Dificilmente. Assim como qualquer torcida do mundo teria dificuldades de entender, pois a cada dia a desgraça do outro é apenas a desgraça do outro, e só. Se aquilo não me afeta diretamente, para mim é secundário, é problema de quem vive, sofre, morre. E o futebol tem efeito catalisador nisso, pois ainda é ópio do povo. A célebre frase de Nelson Rodrigues a cada dia ganha mais força porque por mais que o povo sofra, sempre haverá o futebol para extravasar o azedume cotidiano.

Panis et circenses
Recorrendo a História, o esporte em geral e principalmente o futebol, faz parte de um artifício conhecido desde os tempos da Roma antiga: a política do pão e circo. A política, de forma bem resumida, consistia no provimento de comida e diversão ao povo, com intuito de diminuir a insatisfação popular contra os governantes, por conta da escassez de emprego e em busca de melhores condições de vida.
Tal política é a tônica do brasileiro. Se não existe educação capaz de formar jovens, existe o esporte para salvar. Se o povo “apanha” do Estado durante a semana toda, tem o Maraca lotado no fim de semana. Para todos os flagelos da população, o esporte (o futebol) tem a solução. Agora já se estima que será necessário quase 1 bilhão de reais para realizar as obras no Maracanã para 2014. Quanto é gasto para evitar os problemas com as chuvas que acontecem todo ano? Até quando a culpa será de São Pedro?

3 comentários:

Rodrigo Federman disse...

O que mais me irrita, é que enquanto essa tragédia acontece, o governo anuncia o gasto de 1 BILHÃO na reforma do Maracanã! Merda de país!
Abs e SA!!!

14 de janeiro de 2011 06:22
Chackal disse...

Federman, mas quem permite que tal investimento seja feito somos nós. No entanto, ninguém se revolta com isso, cara, e assiste como focas adestradas. Caraca, é o nosso dinheiro que esta indo para o bolso desses abutres.
"Afinal, futebol é alegria do povo e não podemos deixar o Brasil pagar um mico." E ter quase mil mortos por causa da chuva não é um mico??????

Um abraço.

14 de janeiro de 2011 09:47
sandra disse...

Infelizmente como sempre, agora esta tragedia esta na midia, que ganha um dinheirão com isto!!!!!Até o carnaval já é fato esquecido porque aí a midia ganha dinheiro com a festa!!!!A MIDIA junto com o povo são os principais representantes do pais. Um, só pensa em ganhar, o outro só em festejar e gastar! Ser passado pra trás é mera coincidencia....Vamos continuar então na nossa idiotice e futilidade, até que a desgraça aconteça dentro de nossa casa.
Abraços a todos os meus irmão brasileiros que acham que futebol e samba é amar o BRASIL!!! Sandra

21 de janeiro de 2011 02:11

Postar um comentário

Pesquisar este blog