segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Garotada salva o péssimo planejamento




O Botafogo ontem conseguiu importante vitória por 3 x 1 sobre o Náutico no Engenhão e subiu para a quinta colocação na tabela. Quem só soube do resultado e viu os gols pode achar que foi uma partida fácil. Não foi! O Botafogo passou sufoco no segundo tempo e poderia ter tomado o empate não fosse a falta de pontaria dos pernambucanos em alguns lances e a intervenção da zaga e de Renan em outros.

Mas um fato que chamou a atenção dos alvinegros ontem, e que talvez tenha contribuído para o sufoco no segundo tempo, foi a escalação do sistema defensivo. O Botafogo já entrou em campo com a dupla de zaga reserva formada por Brinner e Dória, jovem de 17 anos recém promovido da base. No gol, Renan, que apesar de jovem já tem mais experiência. E na lateral esquerda, Lima, que não é da base, mas também é reserva. A partir de mais ou menos metade do segundo tempo, com as contusões de Lucas e Brinner, o Botafogo passou a ter mais dois jogadores recém promovidos da base: Gilberto, lateral direito, e Vinícius, zagueiro que sequer já tinha sido relacionado para uma partida. Some isso à dupla de volantes, Jádson e Gabriel. Ou seja, o Botafogo terminou o jogo com 5 dos 6 jogadores de marcação (zagueiros, laterais e volantes) formados na base. Se somarmos ainda Cidinho (que entrou mais tarde) e Renan, veremos que 7 dos 11 jogadores em campo eram da base alvinegra.

Motivo para comemoração? Sim, mas apenas porque apesar disso a vitória aconteceu. E não, não estou condenando a atuação dos garotos. Apenas acho que não deveriam ter sido lançados dessa forma.

Há tempos que torcedores e alguns poucos jornalistas vem criticando o planejamento do departamento de futebol do Botafogo. O clube não contratou atacantes de ofício (não conto o fraco Rafael Marques) para suprir as saídas de Caio, Alex, Herrera e Loco Abreu. E para a zaga, trouxe somente o apenas esforçado Brinner. Em um campeonato disputado e longo como este, não ter peças sobressalentes para ataque e defesa é suicídio e amadorismo total. Será que os dirigentes alvinegros nunca pensaram no que aconteceria caso sua dupla de zaga titular não pudesse atuar? Foi exatamente o que aconteceu ontem.

Dória já havia mostrado personalidade nas partidas anteriores. Brinner é o tal “zagueiro zagueiro” que não tem vergonha de dar chutão. Mas os dois só haviam atuado juntos na segunda rodada e entrosamento para zagueiros é algo fundamental. Com a entrada de Gilberto e Vinícus, o time carioca passou a ter dois laterais e dois zagueiros que nunca haviam atuado juntos sequer em treinamentos. E assim, o domínio territorial do Náutico foi mais do que o esperado. O time pernambucano conseguia tocar a bola com certa facilidade no ataque, pois o desentrosamento da defesa alvinegra permitia que os espaços aparecessem. E o jovem Vinícius foi completamente envolvido.

Contudo, se faltam experiência e entrosamento aos garotos, sobra disposição. Todos corriam muito atrás da bola e dos adversários, se jogavam na frente para evitar o arremate e disputavam cada jogada como um prato de comida. Com isso mais a categoria de Seedorf e à tarde inspirada de Elkeson e Andrezinho, a vitória aconteceu.

O “ufa” ao fim do jogo não deve ter sido apenas dos torcedores, mas também dos dirigentes. Até um cego poderia ver que a falta de contratação de peças de reposição um dia seria cobrada. Ontem foi, mas a garotada conseguiu pagar a conta. Mas e numa próxima vez? E se o adversário for superior ao Náutico?

Jogadores da base não deveriam ser lançados assim. Deveriam ser mais bem trabalhados antes, tanto na parte técnica e tática quanto na parte física. Alguns jogadores do Botafogo sequer têm preparo físico para jogar futebol profissional. E mesmo assim são jogados aos leões. Isso não é valorizar a base, pelo contrário, é uma possibilidade grande de queimá-los. Se a vitória tivesse escapado ontem, hoje teria muita gente dizendo que "a base não presta".

O importante é que ontem os garotos deram conta do recado. Nota 10 para todos eles! Já os dirigentes do futebol, nem merecem nota, pois já foram reprovados faz tempo!

1 comentários:

Anônimo disse...

At that place's no acquiring just about the fact that nuisance is what helps the recuperation sue if the hurting is what helps the mind delivery approximately instinctive pain sensation assuagement has several advantages. On that point's nο
acquiring about the fact thаt it's had since its handout- as good as the fact that it's
one of the about low-priced рroducts οf it's genial.

Here is my weblog :: Aurawave Review

21 de fevereiro de 2013 09:00

Postar um comentário

Pesquisar este blog